NOTÍCIAS

Ciama recebe comitiva e dá o primeiro passo no projeto de saneamento para Iranduba
Foto:Ascom/CIAMA

A Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama) recebeu, na manhã desta segunda-feira (17/06), uma comitiva do município de Iranduba, com a finalidade de dar o primeiro passo rumo ao projeto de completo de abastecimento de água do município.
 
A comitiva, formada pelo secretário-chefe da Casa Civil, Marinelzo Soares; controlador geral, Laerte Alfaia; secretário do Meio Ambiente, Alexandre Antony; coordenadora do Departamento de Convênios, Lucelena Oliveira; e pelos vereadores José Augusto e Jackson Pinheiro, foi recebida pelo diretor-presidente da Ciama, Aluízio Barbosa e sua equipe de engenharia.
 
Laerte Alfaia esclareceu que Iranduba sofreu um crescimento desordenado desde a inauguração da ponte Phelippe Daou. “Isso acabou agravando o problema de abastecimento de água. E, agora, precisamos de uma solução real, mas definitiva, especialmente porque ainda não podemos usar o recurso da Funasa”, disse.
 
“A situação de abastecimento é de muita precariedade”, salientou o vereador José Augusto. Para ilustrar a situação, ele usou como exemplo o distrito de Cacau Pirêra, que só possui água bombeada de um poço que chega às casas durante uma hora pela parte da manhã e uma hora pela parte da tarde porque os reservatórios são pequenos. “São quase seis mil famílias sendo atendidas dessa forma”, completou.
 
Pelo fato de Iranduba pertencer à área metropolitana de Manaus, a Fundação Nacional de Saúda (Funasa) não pode atender a essas regiões com recurso destinado aos municípios do interior. De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Alexandre Antony, “essa é uma situação que pode modificar a qualquer momento, pois já existe requerimento para isso em Brasília, mas não podemos ficar esperando, pois é preciso uma intervenção urgente para resolver o problema”, explicou.
 
O presidente da Ciama, Aluizio Barbosa, disse ter ficado feliz em ver uma comitiva tão completa e sabendo o que quer. “Receber pessoas aqui é a nossa obrigação. Nós vamos abraçar esse projeto porque ele é uma prioridade do governador Wilson Lima, que quer a água chegando às torneiras dos cidadãos”.

 
Alexandre Antony enfatizou que confia na capacitação técnica da Ciama para aprovar o projeto junto a qualquer fonte financiadora e que sempre sai da Companhia com a autoestima elevada por se notar ouvido e respeitado.

Os membros da comitiva foram unânimes em ressaltar o dinamismo do governador do Amazonas no sentido de disponibilizar o suporte técnico para os municípios terem acesso aos recursos disponíveis. “Nenhuma instituição injeta recurso no município sem um projeto que esteja dentro das exigências técnicas, especialmente no Governo Federal, e, agora, a Ciama está sendo esse braço importante de apoio”, ainda ressaltou Alfaia.
 
De acordo com o diretor técnico da Ciama, Nelson Azevedo, existe um projeto de 2015 para Iranduba que será atualizado e possivelmente ficará em mais de R$ 25 milhões. “Precisamos agora iniciar as reuniões técnicas, pois ainda teremos que realizar todo um trabalho de topografia e georreferenciamento rural para Cacau Pirêra, pois ali partiremos do zero”, finalizou.
 
A primeira reunião técnica da equipe de engenharia da Ciama com os técnicos de abastecimento do município de Iranduba está agendada para próxima quarta-feira, 19 de junho.